Pescador encontra criatura misteriosa em rio no sudoeste da China - Portal RV

Internacional

05/10/2015 s 18h58 - Atualizada em 05/10/2015 s 19h05

Pescador encontra criatura misteriosa em rio no sudoeste da China

Rodrigo Quixabeira
Uruui - PI
FONTE: meionorte

Foto:Divulgao

Um pescador fisgou um bicho misterioso no rio Tuo, na aldeia de Jiangyuan, perto da cidade de Chengdu, sudoeste da China. A foto circulou pelas redes sociais do país, causou estardalhaço e chocou o mundo. Muita gente acredita que o bicho pode ser de outro planeta. Outros apostam emmutação genética. Cientistas, intrigados, estão investigando.  


Liang Wenjun, de 45 anos, foi o chinês que achou a criatura. Ele saiu para tentar fisgar um peixe no rio em que costuma tirar o sustento de sua família. Quando sentiu algo roçando no anzol, puxou e achou o bicho estranho. ”Não tinha conseguido pescar nada no dia em que achei esse negócio", disse Wenjun. "E olha que fiquei uma seis hora tentando..." O bicho, com o tom de cor que lembra lama, pesa 6,5 kg e mede cerca de 40 cm. Possui uma cauda, ou raiz, alongada.


"Fiquei chocado com o peso dele quando ele fisgou o anzol", contou o pescador. A criatura, exibida por Wenjun no vilarejo onde mora, assustou o povo. Uma multidão se formou para vê-lo de perto. 


"Ele tem uma textura suave e se mexia muito. Não matamos. Deixamos numa bacia com água. Ele parece estar bem", relatou ele, que chamou biólogos para analisarem o DNA do bicho e tentar identificá-lo. Se é que vão conseguir. "Também achei que não parecia deste mundo", afirmou o pescador


Ele também tinha outra teoria: "Acreditava que fosse um tipo fungo chamado Taisui (Ganoderma lucidum), que na China é valioso. Ele é consumido porque acham que traz a imortalidade. É um cogumelo raro, que tem vários formatos estranhos". Esse fungo citado pelo pescador já foi usado como remédio centenas de anos atrás. "Pensei até em vendê-lo. Mas desisti. Um amigo me convenceu a entregá-lo a cientistas." Foi o que fez. E a criatura agora está nas mãos de pesquisadores da universidade Sichuan, que vão examiná-lo.


 

Comentários

Veja também

MAIS LIDAS DO MÊS
Portal RV
Editoriais
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados