Piauiense vence concurso "Beleza Nordestina" - Portal RV

Concursos

20/11/2016 às 11h13 - Atualizada em 20/11/2016 às 11h13

Piauiense vence concurso "Beleza Nordestina"

Rodrigo Quixabeira
Uruçui - PI

A pauiense Maria Luisa Albuquerque, levou a melhor no concurso "Beleza Nordestina", que agora já tem sua representante da edição 2016. A jovem foi escolhida em uma final com 15 candidatas. Renata Benevides, de Pernambuco, e Kessya dos Santos, da Paraíba, ficaram com a segunda e a terceira posição respectivamente. O evento contou com a apresentação da repórter do "Vídeo Show" Aline Prado e do dançarino Fly.


"Tenho um namorado que mora em Fortaleza, mas vou usar o prêmio para levar minha mãe para o Piauí. Ela não vê a minha avó tem muitos anos e merece ir do Rio comigo para Teresina", falou emocionada a nova representante do "Beleza Nordestina”, que além do título, faturou R$ 5 mil e uma passagem aérea com acompanhante para qualquer capital do Nordeste.


"Eu não esperava nunca ter ganhado esse concurso. Estou surpresa e tremendo até agora. É muita felicidade. Acho realmente que a sorte e outra piauiense que ganhou em 2015 passou pra mim. Só consigo agora comemorar com a minha família e amigos", completou a vencedora.


A apresentadora do concurso, Aline Prado, disse quais foram os requisitos que mais a chamaram atenção na hora entre as candidatas. "Acho que a vencedora foi aquela que melhor apresentou o seu sorriso, além da beleza. O sorriso é a nossa primeira impressão de alguém", disse a repórter, que tentou não ter nenhuma torcida: "Fiz questão de nem ver as candidatas antes. É difícil demais ser imparcial e não torcer, mas tentei ser o mais neutra possível."


O jurado Fly, professor de dança, falou ao EGO que desta vez o gingado das meninas não contou pontos. Para ele, o que complementa a beleza é a simpatia da vencedora.


"Mulher marrenta não pode ganhar concurso de beleza, né? Ela vence pela simpatia e por aquele belo sorriso no rosto, que cativa os jurados", disse ele, que brincou: "De beleza eu entendo, só trabalhei com mulheres bonitas na vida (risos)."


Preconceito por ser nordestina
Assim como na semifinal, o EGO também acompanhou os bastidores da preparação das candidatas, pouco antes de subirem ao palco. No papo de camarim, além dos ajustes finais de belezas, as meninas também conversaram sobre o preconceito que já sofreram por serem nascidas no Nordeste.


A única piauiense da competição, Maria Luísa de Albuquerque, vencedora do concurso, disse que o preconceito por quem nasce no Piauí é ainda maior.


"É uma região que não tem praia, não tem um turismo tão forte, é meio esquecida e as pessoas acham que não existe. Quando falo que sou de lá sempre escuto piadas", falou ela, que não se abala e acertou ao apontar o Piauí como chances de favorito: "Em outra edição foi a piauiense que ganhou, vamos ver se a sorte pra mim."


 


Fonte: Ego.


 

Comentários

Veja também

MAIS LIDAS DO MÊS
Portal RV
Editoriais
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados