Judoca Stanley Torres é convocado para seletiva olímpica da Tóquio 2020 - Portal RV

Esportes

30/11/2016 às 11h47min - Atualizada em 11/12/2016 às 15h17min

Judoca Stanley Torres é convocado para seletiva olímpica da Tóquio 2020

AUTOR: Rodrigo Quixabeira

Foto: Paulo Pinto/CBJ

O judoca Stanley Torres foi convocado pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) para a primeira etapa da seletiva olímpica visando aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. O peso-leve do Piauí foi incluso na lista de atletas da categoria até 73kg que estarão aptos a disputar uma vaga de titular na seleção brasileira de judô no próximo ciclo. A seletiva nacional acontece dia 14 de janeiro no Ginásio de Esportes do Bradesco, em Osasco, região metropolitana de São Paulo.


 Em seu melhor momento dentro dos tatames, Stanley Torres acumula seguidos pódios em competições nacionais que o credenciaram para a disputa em 2017. O judoca de 25 anos foi medalhista de bronze no Troféu Brasil e Campeonato Brasileiro sênior, ambos disputados este ano. Além do desempenho individual, o atleta defendeu o Judô Queiroz na campanha que rendeu.


Titular da categoria nos Jogos Rio 2016, Alex Pombo não foi dispensado pela CBJ e também disputará a primeira etapa da seletiva. Além do judoca do Minas Tênis Clube, a categoria contará com David Lima (Sogipa), Eduardo Barbosa (Vila Sônia-SP), Fernando Ramos (Minas), Gustavo Aprígio (Sesi), Igor Pereira (Reação), Jeferson Júnior, João Pedro de Macedo (Sogipa), Lincoln das Neves (SEL de São José dos Campos), Marcelo Contini (Pinheiros), Marcos Seixas (Reação) e Ricardo Júnior (Minas).


Na categoria leve, três vagas estão em jogo e 10 foram distribuídas nas outras seis categorias olímpicas: uma no ligeiro (60kg), três no meio-leve (66kg), duas no meio-médio (81kg), duas no médio (90kg), uma no meio-pesado (100kg) e uma no pesado (+100kg).


Campeã olímpica em Londres 2012 e titular feminino na categoria até 48kg, Sarah Menezes foi dispensada da seletiva pela CBJ. Consagrada entre os ligeiros, a judoca natural do Piauí anunciou que deve subir de categoria e deve iniciar seu novo ciclo entre as atletas com até 52kg, em 2017.


 Fonte: GEpiaui